sexta-feira, 10 de julho de 2009

(Lembrando Maranguape...)







imagem: upload.wikimedia.org/.../180px-RAJADA.JPG





Há samambaias vermelhas enfeitando
Encostas das Serras de guerreiros.
Há ninhos pretos, nuvens baixas, mar distante...
Graúna cantando também há,
E já era cidade noite com tempo de chegar...

Há um rio cortando veias, limpando a paz...
Pedras no vão, no chão, no coração também há.
Nenhum sonho, nenhum desejo, noites mudas.
Há afeto, há carinho, há emoção
Mas onde está a POESIA dos meus dias de luto?

Araceli
Em 29/05/1989*





*Outro poema que está no livro O Chamado ou um cântico para a liberdade (SCORTECCI, 2008 - 2ª ed. !!!)

PS.: Pensei que fosse fácil encontrar uma imagem de uma samambaia vermelha. Encontrei uma, mas não parecia em nada com a que eu vi no passeio à Pedra Rajada, na cidade de Maranguape/CE, em 1989. A visão lá de cima é de matar!

2 comentários:

Luiz Assunção disse...

Araceli: gostei de conhecer seu blog e seus escritos. Vou ficar visitando. Quanto ao meu blog: ainda sou iniciante, estou tentando dar os primeiros passos.
Abraço, Luiz Assunção

Moacy Cirne disse...

Oi,
de blogue em blogue aqui cheguei. Acredito que você seja parenta de um velho amigo de Natal, igualmente nascido no Ceará: Sobreira, cujo espaço virtual, inclusive, encontra-se relacionado entre seus preferidos. Vou "visitar" algumas de suas páginas, na medida do possível. O título geral - PEDRA DO SERTÃO - é muito bom.

Um abraço.