segunda-feira, 22 de março de 2010

A esposa virtuosa


A mulher atirou-se aos pés do algoz de seu marido. Subitamente uma força maior a movera de seu lugar sagrado de onde apenas saía para buscar alimento pros filhos. Vivia guardada em seu recanto. O olhar sereno, naquela manhã, cobria-se de lágrimas e poeira ao atravessar o terreno desnivelado da prisão centenária. Horas antes, uma pergunta era feita para o homem que a retinha entre sedas e grandes janelas cobertas de veludo. "Onde estão seus pai e sua mãe que não vem pedir por sua vida"? O homem baixou a vista acabrunhado, sentindo a dor das grandes correntes apertando sua alma. "Há alguém que se importe por sua vida, miserável homem"? A mulher entrara envolta em lenços, deixando revelar somente os negros olhos. Esperava ver os sogros chorando, clamando por piedade. A audiência trazia esfarrapados, delinquentes e loucos e nenhum poderia ajudar o homem condenado à morte. Apertando-se entre malcheirosos, subiu um degrau de pedra, aproximando-se mais e mais do algoz. "Eu dou minha vida por ele", disse docemente, enquanto os loucos riam e arregalavam os olhos, ansiosos pelo fim da sentença. Um riso irônico formou-se nos lábios escuros do algoz. Lá atrás, uma velha encurvada gritou: "Pobre iludida"! Mas quem dera para sofrer pelos filhos raivosos e malcriados, quem perpetuava a sina de pertencer ao homem dias, noites e madrugadas sem fim, feito renegada por guardar as marcas roxas na branca de escrava qualquer sentença de morte era o luxo de lugar guardado no Paraíso. Lá se foi a mulher seguir sua morte, enquanto o homem era liberto de suas correntes. As portas mornas do Inferno abriram-se em rajadas para receber uma linda mulher de longos cabelos negros, olhar profundo, mãos macias. Já quase nua, perdera seus véus e vestes de matrona. Pisou altivamente o átrio, desafiando o destino e a dor. "Agora serei rainha"!



* * *

41 comentários:

AFRICA EM POESIA disse...

Pedra do Sertão
Gostei de a ver no meu espaço e quero que venha...SEMPRe..
As estaço~es são o que nós quizermos...
um beijo


Estação do ano


É mais uma etapa
Mais uns dias de Sol
A tempestade já vai embora
E eu...vou fazer o meu Verão
Durante o outono
É fora de época mas apenas para uns
Para outros não
A estação do ano muitas vezes
Não é mesmo o do calendário
É aquela que nós queremos
É aquele que nós precisamos
E eu...neste momento
Quero a primavera
Para poder depois
Já com frio e no Inverno
Poder gozar o Verão!...



Lili Laranjo

GOSTEI DO SEU TEXTO...

Gil Moura disse...

Olá, minha amiga!

Obrigado, pela visita ao meu cantinho, gostei muito de te ver lá.

Parabéns pelo blogue e pelo muito bom texto!

Beijinhos

Gil

Cláudia Magalhães disse...

Belo texto, Araceli!
O amor e os seus desejos de dor, sua necessidade de bondade, de ser céu... Parabéns!

Querida, tem conto novo no meu blog: "Amor em Paris". Passa lá...
Aguardo sua visita!

Beijos.

M@ria disse...

Bem vinda ao meu recanto.

ABRAÇOS

Pedra do Sertão disse...

Oi, Lili, teu poema trouxe a entrada da nossa estação chuvosa...Gil, Cláudia, Maria é sempre bom termos visitas tão simpáticas e agradáveis. Voltem sempre! abraço

AFRICA EM POESIA disse...

Perdra do sertão

Agradeço a visita

Esta partilha enriquece-nos sempre...


vou voltar sempre


um beijo

MARIA L. BÓZOLI disse...

Olá amiga!!

Ke bom que a Pedra Filosofal te trouxe ate aki rsrsrs.

Bom dia e ótima sexta-feira!!

lidia disse...

HOLA COMO LA POETIZA QUE SOS,PASO A INVITARTE AL ENCUENTRO EN ROSARIO,SANTA FE,ARGENTINA, DE POETAS SIN FRONTERAS...Poetinetic@hotmail.com EN ESTE CORREO PREGUNTA TODO!!! SE QUE LLEGA MATERIAL POR MAIL...
SALUDOS
LIDIA-LA ESCRIBA

uncertainhorizon disse...

Very interesting photo!

Juliana Carla disse...

Olá

Senti o ultimo suspiro... Aqui há o amor eterno!

Obrigada por estar no Braille da alma.

Bjuxx e xeroo

Misturação - Ana Karla Tenório disse...

Estou vindo do blog Além do Horizonte e fiquei curiosa em ver o seu.
Eu simplesmente adorei, e mais ainda, nordestina como eu. rs
Um xero grande!

Beth Cerquinho disse...

Amei seu blog...já fiquei..parabéns!!
Bjka

lidia disse...

que bello y dramatico,en mi sentir,tu escrito,poema...
gracias
lidia-la escriba

PD: te comente del encuentro de poesia sin fronteras en Rosario, Santa Fe, Argentina...en este mail pregunta, podes partcipar por internet
poetinetic@hotemail.com

Norma Villares disse...

Sorria,aproxime-se das pessoas, compartilhe mais, abrace mais.

"A felicidade é um perfume que não pode se esparramar sem salpicar em você". Og Mandino.

Lindas postagens você tem aqui, sempre trazendo a leveza da vida.
Grande e afetuoso abraço

PS: dia 02.04. estréia o filme de Chico Xavier, vamos todos juntos encher os cinemas.

Flora Maria disse...

Oi,Araceli:

Vim agradecer por ser minha mais nova seguidora !

E fiquei curiosa: como encontrou meu blog ?
Já estou lhe seguindo também !

Beijo

Mª Zélia disse...

Que bom conhecer novas pessoas e com tanto talento! Ao ler o seu texto, veio-me a reflexão do nosso dia-dia... Quantas vezes abdicamos de nossas vidas , de nossos prazeres para nos doarmos à alguém...Também gosto de ler algo que me toque a alma. Gostei de visitar o seu espaço, de certo eu voltarei!
Um grande abraço carioca!

Avarandados do anoitecer disse...

Lindo lindo, segunda vez que passo aqui e me supreendo!

já vou ter que seguir!

Abraçosss!!!
PS: obrigado pela visita

Fernando Santos (Chana) disse...

Olá, gostei do texto...Espectacular....
Um abraço

Sonia Schmorantz disse...

Páscoa...
É ser capaz de mudar, 
É partilhar a vida na esperança, 
É lutar para vencer toda sorte de sofrimento.
É ajudar mais gente a ser gente, 
É viver em constante libertação, 
É crer na vida que vence a morte.
É dizer sim ao amor e à vida, 
É investir na fraternidade, 
É lutar por um mundo melhor, 
É vivenciar a solidariedade.
É renascimento, é recomeço, 
É uma nova chance para melhorarmos 
as coisas que não gostamos em nós, 
Para sermos mais felizes por conhecermos 
a nós mesmos mais um pouquinho. 
É vermos que hoje...
somos melhores do que fomos ontem.
Feliz Páscoa!
Um abraço

ventosnaprimavera disse...

Lindo texto, gostei demais.Tudo de bom pra você.Feliz páscoa.Arnoldo Pimentel

ELIZABETE disse...

Obrigada pela visita no meu blog! Te espero sempre! Lindo seus texto!

Pedra do Sertão disse...

Olá, Flora e demais blogueiros, Féliz Páscoa a todos,

Parafraseando um poeta que gosto muito, Manoel de Barros, que diz que "devemos nos renovar com as borboletas", espero que renovação, vinda com a Páscoa, também seja assim: repleta de borboletas (re)transformadas!
Lili, Maria, Jerry, Júlia, Ana Tenório, Beth, Lídia, Fernando, Arnanldo, novas visitas que também estou a seguir!

Norma, estou me organizando para ver o Filme do Chico, ele esteve em muitos caminhos cruzados por mim em minha adolescência...

Flora, o artesato me atraiu para seu blog. Tenho uma pontinha minha nas atividades manuais...sou virginiana...com um ar de casa de campo!

Zélia e Bruno, gosto do desafio de surpreender, apesar disso ser muito difícil. Mas continuem vindo! abraços...

Araceli

Sylvia Araujo disse...

Incrível, Araceli. É incrível ler um texto onde as imagens brotam, e é possível criar uma sequência delas enquanto as palavras escorrem.

Parabéns!

beijoca

Silvana Nunes .'. disse...

Bom dia.
belíssimo texto.Certamente voltarei mais vezes.
O amor e sua outra face.
FOI DESSE JEITO QUE EU OUVI DIZER... deseja uma boa semana para você.
Beijo grande.
Saudações Educacionais !

Eliene Dantas disse...

Olá Aracele, fico feliz que tenha me visitado,é sempre gratificante encontrar pessoas que contribuem para preencher esse ambiente virtual de coisas boas.
Também já estou te seguindo. Abraço carinhoso.

Maria Maria disse...

Adorei conhecer seu blog e seus escritos!

Vou segui-la!

Ate breve,

Maria Maria

Ana disse...

Olá, obrigada por visitar o cafofo. Achei bacana a forma como terminou o texto: "agora eu serei rainha!" forte, pungente.
beijos,

Zininha disse...

Oi amiga, vim te ver...
Adoro estes textos para reflexão...
Beijos, e te espero mais vezes no meu cantinho...
Promete vir mais vezes aqui...

Paulo Gurgel disse...

Olá, Araceli!
Obrigado pela visita ao Entrementes. Comentei seu comentário.
Pedra do Sertão é um blog muito agradável. Parabéns por seu trabalho.
Um abraço.

PoesiaMGD disse...

Gostei da escrita e deste blog. Deixo, por isso, um convite:

http://www.escritartes.com/forum/index.php?referredby=400

Norma Villares disse...

Lindo!
Dramático!
Real!

Existem pessoas que ainda tem muitas lições para aprender, sobre a OBRA da existência de da vida.
Abraço

Pedra do Sertão disse...

Olá, a todos... e os novos visitantes : Sylvia, Silvana, Ana, Maria Maria, Zininha, Paulo,Gorete, Norma,

Passei alguns meses me deliciando com a escrita...(estava afastada de meu trabalho), agora, retornei à sala de aula e a surpresa de tantos amigos novos visitando o blog me fez criar um tempo a mais para não perder o espaço que criei em meus lotados dias. Como estou sempre buscando textos novos, imagens novas, enfim, linguagens múltiplas para meu trabalho como professora e como "artista da palavra", tanto a visita de vocês, quanto essa interação me são incentivo para não parar! Obrigada, abraço a todos!

Araceli Sobreira

Chris disse...

Olá,
Suas postagens sempre encantam a alma. Obrigada pelas lindas palavras.

Passei para lhe dizer que tem selinhos em "meu cantinho" para você é só passar e pegar.

Beijos no coração

MARCELO LISBOA disse...

Ola conterrânea,Vlw pela visita e o comentario...

um abraço poetico

Marcelo Lisboa

lidia disse...

pues bellisimo poema! ya lo he dicho varias veces...
un abrazo
lidia-la escriba

Reinventandos--se disse...

Obrigada por visitar meu blog. Gostei de seu texto sobre a condição da mulher.

Taddeu Vargas disse...

Olá! Adorei sua escrita! Ganhasse um leitor! Abraço forte.

Graça Campos http://gracaepoesias.blogspot.com/ disse...

Olá, Pedra do Sertão!
Adorei sua visita! Volte sempre e aguardo seus comentários.
Seu blog é rico de textos interessantes.
Abraços,
Graça Campos.

manuel marques disse...

Excelente texto.

Beijo.

Verónica disse...

¡ Ameno relato, me ha encantado !
Un abrazooo

Amor feito Poesia disse...

O amor verdadeiro tem perfume,
uma doce essência no querer amar.

"E só extrai esta essência,
o sábio que sabe vive-lo.
Porque o verdadeiro amor,
por si só é a própria essência."

Joe Luigi

Uma semana de amor&Paz...M@ria