quarta-feira, 21 de janeiro de 2009

Poemas premiados com Menção Honrosa no IV Concurso de Poesias Zila Mamede

Paisagem de meus olhos



O sertanejo:
duro, moreno, olhos cegos de tanta luz...
Boca moscando um quê de nadinha,
cuspindo seco.


O sertanejo:
vivente acordante.
Trabalhador de correias,
construtor de açudes
sempre secos, feito as
pontas de galhos que se quebram na vista dessa estrada...






Canção pra cabloca do meu sertão




A mulher abre a porta,
varre o quintal,
levanta poeira.
À pino está o sol,
o nordeste queima o horizonte,
“quanto vento morno!” –
lembra na rede o homem quente.
Uma sombra nos olhos
Ardem feito poeira do chão de barro.
A barriga inchada do filho descalço
Lembra: “é hora de feijão com farinha”.
“ – Quem vem pra mexer
a panela que entorna
um coração pedinte de sonhos?”






Canção pra nega velha da Fazenda


A negra velha
Ajoelha-se diante do santo.
Põe feijão, folhas de louro,
Rosas, sal grosso.

Pede bênçãos, pede liberdade,
pede vida boa pros netos.
São muitos: negros, mulatos, sararás.
Um quase branco.
“Isso dá vida à vida?”
É sangue negro, sangue grosso,
desce das costas
que a chibata abriu.

A velha negra dorme quieta
tem no colo um pobre ser
e canta firme:

“Vem, meu Deus,
alumiá meu dia,
alumiá a vida,
alumiá meus sonhos!”





Leves vestígios


O homem de chinelo
aparece no meio da estrada,
veste algodão cru,
corpo esguio,
olhar sereno.

Parece dominar a natureza.
Inclui simplicidade
no caminho,
andando, deixa marcas
atrás de si.

Solitário ente
Perdido entre árvores secas,
Trilhas poeirentas.
Por pontes passa,
carregando sua dor.

Na beira d’água
deixa outra marca.
Beijo selado na areia.

O homem de chinelo
trabalha de sol a sol,
constrói mundos,
novidades, sonhos.

Tão leves, tão frágeis.
No fim, tudo desaparece.
Fica só a marca
dos longos pés no chão de terra.




Urgência pós-moderna


Preciso de casas
pequenas
arejadas
insípidas
para sustentar
os pesos
mortos
de meu vivo coração.

Preciso de igrejas,
messiânicas
católicas,
russas e mulçumanas,
para encontrar
um Deus
aberto que abençoe
meus inúmeros
pecados
sãos.

Preciso de gente:
homens,
mulheres,
crianças.
Principalmente
homens que julguem
meus dias inglórios,
trágicos, dramáticos e nulos.

Preciso de fé,
paixão
sexo,
escuridão, mais ainda
de castiçais que se
apaguem ao
encontrar com minha alma
perdida,
amarelada,
imunda,
de solitária transgressões.

6 comentários:

Mulher na Janela disse...

lindos seus poemas, Araceli!
adorei te encontrar!

beijos...

Pedra do Sertão disse...

Obrigada, Iara,

Também gostei muito do evento. Temos que marcar para conversarmos mais.

Anônimo disse...

I in point of fact like the path you are posting!

you have an engaging sharp end of representation!

http://www.cameredesupraveghere.eu/
http://www.cameredesupraveghere.net/
http://www.icansee.ro/
[url=http://www.cameredesupraveghere.eu/camere-de-supraveghere.html ]Camere de supraveghere [/url]
[url=http://www.cameredesupraveghere.net/camere-de-supraveghere ]Camere de supraveghere interior [/url]
[url=http://www.icansee.ro/ ]Camere de supraveghere exterior [/url]
http://www.cameredesupravegherevideo.com/
http://www.supravegherevideocamere.ro/
[url=http://www.supraveghere-video.net/ ]Camere de supraveghere exterior [/url]
http://www.supraveghere-video.net/
Supraveghere video pe internet

Anônimo disse...

buy tramadol tramadol addiction withdrawal - buy tramadol 50mg online

Anônimo disse...

Al-Mu'akh-khir (The Delayer) He Has the Power to Delay any affair that He desires. He also stated that he knew of many instances of corruption but he feared for his life if he came forward. Historians are of the point of view that Islam laid the foundation of modern Europe and it is it fact the reality.

My blog post islamic names

Anônimo disse...

generic viagra sublingual brands [url=http://www.everyoneweb.com/propecia313/#buy-propecia-with-no-prescription]propecia buy discrete[/url] best price viagra sublingual uk avelox 400 mg tablet canadian levitra brand india http://flavors.me/ci94nwko/#buy-flagyl-in-West-Virginia where to buy viagra soft uk