domingo, 24 de abril de 2011

Pensando em "Transformação"...um pouco de sagrado...um pouco de profano!

          [...]

Mas o céu se abriu...
vieram as dúvidas,
as angústias,
uma muralha inteira
se fez crescer em meu caminho.

A voz fraca foi chegando – de longe:
– Olha o mar,
o abismo,
como venta...
como a folha desce lenta,
suave...
um suspiro sensual nos ouvidos!

– Arrisca-te,
salta dessa altura
para sentir o vento!

– Liberta-te, oh, alma presa –
avança sobre o muro
e vê o que te abre no outro lado...

Há um lado-ser
que desconheces...
uma casa esplendida a te esperar...

Solta o cabelo para trás
e respira fundo...
nada se prenderás a teus pés...
Isso não é uma fuga...
isso não é um desatino!

Descobres tudo
antes que o tempo mude,
as flores murchem,
a pele envelheça!

Te chamo para a vida:
teus filhos que saem de tuas fortes pernas!

Te chamo para o mundo:
tua mão serena que folheia as páginas sagradas!

Nada deves temer:
o Homem, a dor,
a carne, a rua,
a noite, o dia,
a solidão,
o silêncio,
a porta fechada!

O que bebes,
o que vestes,
o que comes,
o que sentes...
tudo com os olhos
fechados deves
sentir...

O doce beijo,
o olhar atrevido,
a mão gentil e maliciosa –
a pele arrepiada...

O que podes ver e tocar
se tornam essência!

Jogue fora o inútil,
o que pesa,
o que culpa,
a consciência do eu
que reclama,
embrutece,
se isola...

Limpe a alma!
sacuda a casa,
desnude-se...

O corpo apenas padece...
é ilusão,
o aprendizado a ser esquecido!

A alma também sofre,
mas ela é livre...
nem folha caída,
nem mar revolto,
apenas camaleão...

E a voz (tão fraquinha)
é a mais doce e gentil
que já me pus a ouvir!

Ela se foi...
Parecia ser eu mesma a me chamar...
Nada de mim encontrei no mesmo modo...

[...]

Trechos do poema "O chamado – ou um cântico para a Liberdade "  que está no livro de mesmo título, publicado em 2006 (2008), pela Editora Scortecci.
 
 

Imagem: pesquisa Google - Maria Madalena em uma pintura de Caravaggio – 1596  - http://caminhocelta.blogspot.com
 
 
                                                      *  *  *

29 comentários:

Pedrasnuas disse...

Um poema encantador ,ritmado...que fala sobretudo da vida!!!

Heat disse...

Otimo o poema!!
Otima escolha!!

Obrigada pela visita e obrigada pelo lindo momento ao ler o poema.

Paulo Tamburro disse...

SOU SEU MAIS NOVO SEGUIDOR.

E QUE BELÍSSIMO POEMA, MUITA SENSIBILIDADE E INTELIGÊNCIA, TAMBÉM.

GOSTEI MUITO DA FORMA COM EXPÔS SEUS SENTIMENTOS.

UM ABRAÇÃO CARIOCA!

Paulo Sempre disse...

"(...)vieram as dúvidas,
as angústias,
uma muralha inteira
se fez crescer em meu caminho.""


Tanto desanimo....
Beijo

Paulo

PS: OBRIGADO PELA VISITA

Bel Humenhuk. disse...

Olá! Obrigada pela visita, e realmente, o link pra seguir estava escondido pequenininho no rodapé do blog... falha minha, que já foi arrumada. Obrigada pela dica.

E belo poema, faz refletir sobre a vida.

ALUISIO CAVALCANTE JR disse...

Querida amiga

Há palavras
que nos inundam de
liberdade...

Que haja em ti sempre sonhos
por sonhar.

jorge mendes disse...

é isso:
"– Arrisca-te,
salta dessa altura
para sentir o vento!"
bj

Esoj.Otrebor disse...

Um belíssimo poema, os céus também se abrem para quem quiser seguir as gaivotas do acaso e ser livre como o vento. O elemento "AR" é poderoso.kkk...
Professora obrigado por seguir o meu BLOG. Você viu o poema que postei no dia da postagem A busca da verdade:
( O canto da Cigarra)?
Meus poemas são sempre abaixo dos textos e cronicas. E mais uma vez, muchas gracias, hasta breve. Esoj.Otrebor. Sim, e uma Feliz Páscoa para você e família.

Por que você faz poema? disse...

Às vezes é preciso se jogar.

Malu disse...

Há que se achar o equilíbrio e o profano para poder seguir em frente sem nenhum pudor...
Abraços

Vanessa Campos disse...

Boa surpresa de leitura nesse dia corrido. :)

Eurico disse...

Muito bom.
As palavras em cascata, cheias de poesia e ritmo.
Parabéns.

Brasil Desnudo disse...

Bom dia, Araceli!

Transformação!

Uma coisa que acontece todos os dias, seja ela na própria natureza, bem como, no dia a dia do ser Humano!
Do sagrado, dentro do poema que postou Araceli, podemos nos frutificar do amor, como sagrado.

Do Profano!
Podemos nos livrar das injustiças, das fraquezas e da comparação que destrói e corroe a alma.

Um ótimo domingo pra ti, cheio de paz e amor em seu coração.

Marcio RJ

Netto disse...

Olá, Araceli!
João de Deus Netto, designer gráfico, caricaturista e blogueiro dos JenipapoNews, Picinez e CinemaScope... Não. Não ando brincando de Chateaubriand Marinho...rsrs Vim dar uma espiada no que a amiga e conterrânea anda aprontando de bom e acertei!
Sou nordestino do Piauí e radicado há anos em Curitiba(PR), depois de uma década no sol maravilhoso do Rio de Janeiro.
Choque térmico, foi o que senti me mudando pra bonita e gelada capital paranaense.
Saúde, paz e sucesso, Araceli!

oj.Otrebor disse...

Profª Aracelli, Bom dia.

Desculpe-me madrugar no seu blog. Gostaria somente de passar-lhe um recadinho. Olhe no meu blog coloquei um link bem interessante, se te interessar: clik no mesmo e veja que tipo de livro você é. tentei lhe enviar por e-mail, só que não consegui.
Buenos dias e hasta pronto.Esoj.Otrebor

*MARCIA E CARLOS* E LINDAS MENSAGENS disse...

AMEI SEU BLOG PARABENS POSTAGENS MARAVILHOSAS VOLTAREI MAIS VEZES POR AQUI BJOS

Anderson disse...

Quantas já foram as vezes que ouvimos esta suave doce e melódica voz e resolvemos não segui-la, ficamos contido sofrendo as dores e angustia desta forma que achamos ser correta a vida.
Ler e pensar a respeito do que a voz interior nos diz acho ser uma das mensagens deste lindo poema.

Parabéns pela postagem.
Omnia Vincit!

Emília, disse...

Lindo o seu poema!!Obrigada pela visita e desculpa não ter aparecido antes para agradecer e conhecer o seu espaço,pois estou um pouco afastada.
Um abraço e apareça.
Emilinha

Marilu disse...

Querida amiga, meu blog Devaneios está completando um aninho de vida, e gostaria de convidá-la para comemorar. Tem um selinho lá para você. Tenha uma linda semana. Beijocas

Meirinha disse...

Olá, amei teu blog.Gostei tanto que me tornei seguidora.
Pareabéns pela escolha, o poema é lindo!
Bjos.

Eurico disse...

Fazes um belíssimo trabalho. O blogue é de muito bom gosto.
Parabéns, amiga.

José Sousa disse...

Olá Araceli!
Aqui estou para a seguir, já era seu seguidor, siga-me também em:

Transpondo Barreiras.

Adoro seus escritos, o que escreve entra-nos na alma, lindo mesmo! Mesmo todo o seu blog está lindo.

Beijinho.

Heat disse...

Cade vc?? Seus lindos poemas??

Fred Caju disse...

Muito bom! Fiquei curioso para ler o poema por inteiro. Bom sinal, pois!

Pedra do Sertão disse...

Oi, pessoal, o poema inteiro está em meu livro. Aqueles realmente, podem consegui-lo na Livraria Cultura...

Obrigada a todos pelas gentis palavras...o apoio de vocês é muito significativo, sempre!

♥cinderela♥ disse...

Boa noite coração.
Lindo seu reino :)
Obrigada por me seguir sigo -te ...
Beijos Meus !

Marcelo Pirajá Sguassábia disse...

Parabéns pelo poema e pelo blog todo. Um grande abraço!

ALUISIO CAVALCANTE JR disse...

Querida amiga

Cada minuto
que se gasta
ensinando o outro a pensar,
é uma vida
que se transforma
com a esperança.

Que as estrelas
sempre brilhem em teu olhar.

Jéssica V. Amâncio disse...

Muito bom. Tantas vezes a consciência nos prende, nos impede de voar e viver. Outras vezes são só pessoas mesmo, que nos dizem ao nos ver partir que estamos fugindo e sendo fracos. Mal sabem elas que para viver realmente precisa-se de muita coragem.