segunda-feira, 18 de julho de 2011

quando as palavras não existem mais...



  ao poeta Jack Agüeros*


O poeta perdeu a memória

As palavras estão ali
Na boca do filho
Na boca da filha
Na capa do livro
No miolo do livro

Um poeta sem memória
não perde apenas o passado e o essencial da vida,
acaba-se o mito, finda-se a história,
e o devir também é apagado!

O poeta chora pelas palavras que não alcança no oco da mente!
também chorei pelas lágrimas do poeta.
O vazio alegra-se em silêncio...
O homem busca uma palavra solta.
Um suplício que penetrou meus cadernos, minha letra!

Chorei as lágrimas do poeta,
guardei sua memória
no esforço que também faço para não esquecer!


*   *   *

*Aos interessados, vejam o vídeo:

http://video.nytimes.com/video/2011/06/30/nyregion/100000000870254/without-words.html



36 comentários:

Atitude do pensar disse...

Gosto dos registro, baus, gavetas. Engraçado é que tenho pensado e valorizado tanto eles que acabei por me sentir poeta ao ler essa postagem.

Heat disse...

Poxa.
Estou a ler a biografia de Clarice, lembrei de diversos trechos do livro. Ah, ela podia não fazer poesia, mas captava as coisas, ela sentia mto disso, desse poeta ae.

Arnoldo Pimentel disse...

Muito lindo o poema, o poeta é mundo todo próprio.Beijos

Marcelo Sguassábia disse...

Oi, Aracelli. As palavras nunca te hão de faltar. Especialmente as exatas e mais inspiradas. Parabéns e um grande abraço.

Maria da Luz disse...

Muito bonito!

ALUISIO CAVALCANTE JR disse...

Querida amiga

Há dores
que parecem nossas,
pois a sentimos
e imaginamos
e a entendemos...

Que os sonhos te envolvam
a vida, sempre...

Evanir disse...

Estamos distantes e ao mesmo tempo tão perto..
A amizade
que nos une pode vencer todas as distâncias.
Ela sim é mais forte que o tempo.
No decorrer da nossa existencia se vacilamos
em alguma coisa.
Seus verdadeiros amigos estão ali sempre
a seu lado mesmo se o Mundo conspire
contra você.
Hoje quero deixar um abraço através dessa telinha e dizer
te amo linda amizade por tudo que representa na minha vida.
Um beijo carinhoso,Evanir.
Tem o presente na postagem.
Amigos Para Sempre.

♫*Isa Mar disse...

A alma dos poetas está sempre a captar a essência das coisas.
Feliz dia do amigo pra ti também, hoje e sempre, beijos

Pedra do Sertão disse...

Amigos e memória...palavras que andam juntas. São os amigos que constroem nossas lembranças, principalmente as mais agradáveis.

Descobri este vídeo no blog de Cid Augusto e justamente porque, no dia 18.07 comemorava-se, em minha família, o aniversário de minha avó, achei justo trazer o tema! Fico-me a imaginar como seria não ter minhas lembranças...isso é "o cruel" para mim! Amigos que relatam o mesmo que a família de Agüeros, indicam como essa doença afeta tudo! Mais uma vez, a presença de vocês só engrandece nosso trabalho! Abraço. Araceli

Iram M. disse...

Minha vida, apesar dos pesares, é boa mesmo, querida.
Se eu reclamar dela, e olha que reclamo, é por puro mal hábito do ser humano. rssssssss
Obrigada por me visitar. Ando afastada um tempão dos blogs, mas não vejo a hora de voltar. Ao voltar, te procuro.

Beijão

Lúcia Bezerra de Paiva disse...

Tendo eu, raizes potiguar ( pode conferir na Cadeirinha de Arruar),
ao encontrar uma Pedra do Sertão,
potiguar também, não tive dúvidas...vim, vi,li, gostei e vou seguir...
Na Cadeirinha, conto as minhas memórias historiadas, da familia.

Um abraço,
Lúcia

Pedra do Sertão disse...

Seja bem vinda, Lúcia,

Vou passar no Cadeirinha para conferir!

Abraço

Joel Flor disse...

Olá boa tarde! Estou retribuindo a visita! Agradecido por seguir o meu blog.

Evanir disse...

A esperança e a alegria de viver esta
nos atos de amor que praticamos.
Quero viajar todos os dias semeando
a paz no coração dos amigos (as)ser
apreciada por minha presença.
Quero jogar flores por onde
eu passar.
E em silêncio deixar a palavra
mais bonita.
(Creia em Deus porque viver é fantástico.)
Um beijo na alma e no coração com carinho,,Evanir,

Eliana Mora [El] disse...

Ao preservar essa memória, preservas tudo o que o poeta vê além, sente, guarda - e precisa registrar...

Aqui deixo meu abraço, Araceli.

El

Pedra do Sertão disse...

Olá, Joel, Eliana e Evanir,

Não é tão fácil assim pensarmos a questão da memória. Num momento está ali, depois, não está mais. A escrita ajuda, mas o melhor seria não a perdermos nunca! abraço

MARILENE disse...

Quando soube do fato uma grande tristeza me abateu. Nos momentos de lucidez, a pessoa chora, buscando as lembranças que não chegam. Suas palavras não deixam de constituir uma homenagem e foram muito bem colocadas.

Bjs.

Lara Amaral disse...

Interessante poema!

Obrigada por seu comentário no meu blog.

Beijo.

Pedra do Sertão disse...

Olá, Marilene e Lara,

Bem-vindas! É muito triste mesmo um poeta sem memória!

Valdeir Almeida disse...

Linda homenagem.

O poeta que vê palavras falando sobre si mesmo, tem o espírito elevado.

Abraços e obrigado pelo comentário deixado no meu blog.

Malu disse...

Sempre palavras tão belas por aqui e de uma sensibilidades tamanha que saio recheada de encanto e isso tudo faz a VIDA valer a pena.
Abraços

Pedra do Sertão disse...

Oi, Malu...obrigada pelo carinho de sempre!

BAR DO BARDO disse...

Excelente construção de sentido(s)!

Ângela calou... disse...

Ah que seria muito bom! Estudo em João Pessoa, pertinho de Natal. Obrigada pelas visitas ao 7 bonne Terre. Abraços!

Jose Ramon Santana Vazquez disse...

...traigo
sangre
de
la
tarde
herida
en
la
mano
y
una
vela
de
mi
corazón
para
invitarte
y
darte
este
alma
que
viene
para
compartir
contigo
tu
bello
blog
con
un
ramillete
de
oro
y
claveles
dentro...


desde mis
HORAS ROTAS
Y AULA DE PAZ


COMPARTIENDO ILUSION
PEDRA DO SERTAO

CON saludos de la luna al
reflejarse en el mar de la
poesía...




ESPERO SEAN DE VUESTRO AGRADO EL POST POETIZADO DE TOQUE DE CANELA ,STAR WARS, CARROS DE FUEGO, MEMORIAS DE AFRICA , CHAPLIN MONOCULO NOMBRE DE LA ROSA, ALBATROS GLADIATOR, ACEBO CUMBRES BORRASCOSAS, ENEMIGO A LAS PUERTAS, CACHORRO, FANTASMA DE LA OPERA, BLADE RUUNER ,CHOCOLATE Y CREPUSCULO 1 Y2.

José
Ramón...

Pedra do Sertão disse...

Olá, Pimenta e Ângela, muito me agrada a visita de vocês, sempre. Ângela, devia mesmo vir lançar seu livro por aqui... e José Ramon, se todo comentário fosse assim, poético, seria muito bom!!! Abraço nos três...

valquiria silveira disse...

Nesta vida conheci muitos amigos,mas esse blog realmente é um Sonho De Deus. Pois tem me dado amigos especiais. Amigo não é uma definição escrita ou falada,mas é o carinho o mimo de cada um sem dar,pedir nada. Obrigado pelos mimos,agradeço pelo carinho com o Sonhos De Deus. Gostaria muito de ti ver no feita poesia que é um pouco de mim se gostar me segue e comenta vou ficar muito feliz e vai me dar muito animo esta dificil não conseguir interagir com quem aprendi a amar a cada dia o feita poesia vai me colocar perto de vc ...Uma linda semana iluminada fica com papai do céu ! http://soueufeitapoesia.blogspot.com/

Pedra do Sertão disse...

Olá, Valquíria,

Como é bom receber visitas como a sua e com uma mensagem tão agradável e delicada! Já estou lhe seguindo. Abração.

Esoj.Otrebor disse...

Um belíssimo poema. O poeta, a memória e as palavras nas bocas dos filhos... poetas, palavras e poemas se imbricam.kkk... isso chega a ser até que meio trancendental. Muito lido Araceli. Parabéns. Andava meio afastado do meu blog escrevendo no Recanto das Letras, mais hoje resolvi fazer uma postagem. Mais uma vez: Meus Parabéns!

valquiria silveira disse...

Oiii bom diaaa...Não importa do que é o mundo O importante, são os seus sonhos... Não importa o que você é O importante é o que você quer ser... Não importa onde você está O importante é para onde você quer ir... Não importa o porquê O importante é o querer ... Não importa suas mágoas O importante mesmo, são suas alegrias... Não veja; apenas olhe...Não escute; apenas ouça... Não toque; sinta...
O mundo é um espelho; não seja apenas um reflexo Só acreditando no futuro você conseguirá a paz para alcançar seu sonhos...Um bj no teu lindo coração seja feliz muito feliz !

Malu disse...

Hoje estou passando apenas para lhe fazer um convite.
Estou falando do www.superlinks.blog.br que é um site agregador que vale a pena visitar, pois é mais um espaço no qual você poderá publicar seus links de matérias, pois é um site sério e com critérios bem positivos.
Espero que goste da dica.
Um grande abraço

AFRICA EM POESIA disse...

Senti saudades e vim...

HOJE venho deixar.
Amizade e uma flor...

Uma Flor ...ESPECIAL...




A ti...
Flor de porcelana...
Que no meu jardim...
Floria...
E me deixava feliz...
E que recordo...
Com muita saudade...
E deixo...
Nestas linhas...
Uma singela homenagem...
À flor...
Mais linda...
Que Angola tem...
E que o mundo já viu...

LILI LARANJO

meioambienteabertoleiseabusos.blogspot.com disse...

Olá, bom dia! Agradeço pela visita, tenho visitado vosso Blog, sempre com boas postagens; realmente é uma luta, professores, médicos, policiais de todas as armas, aqueles que servem e educam, trabalham até mesmo sem condições nenhuma, transporte precário, espaço de trabalho sem nenhuma estrutura, um salário miserável, é duro aceitar isso e ainda ver a pouca vergonha dos políticos ganhando salários exorbitantes, o governo desviando verba da saúde e da educação, ( governo, municipal, estadual e federal ), é muito desabonador isso, você perde a empolgação, motivação, um forte abraço.

Juliana Carla disse...

Olá!

Quantas palavras foram desfeitas... Infelizmente as heranças culturais são repassadas de forma forçada para serem lembradas. Seria maravilhoso se obras fluíssem naturalmente ao longo dos anos.

Bjuxx e xeroo

Juliana Carla
brailledalma.blogspot.com

Nicolau Ponte Preta disse...

O poeta é um cretino sonhador que nos cospe realidade sem piedade.

Pedra do Sertão disse...

Gente! Quanto tempo! Passei duas semanas trabalhando muuiiito mesmo que não tive tempo de vir aqui, acolher meus amigos visitantes. Mil perdões! Arturo, mesmo com tudo isso, ainda acredito que não devemos nunca desistir;
Lili, adorei suas flores!
Juliana, penso que as palavras dos poetas não se perdem, apesar de se ainda dizer que o povo não tem memória!
Nicolau, concordo, mas esse poeta, muitas vezes, "cospe" tanta coisa linda, que emociona, entra fundo na alma, crava-se ali, com tanta força que isso se torna uma Palavra necessária!

Abração em todos!