quarta-feira, 1 de janeiro de 2014

Arisco


O cisne branco que não veio passear no meu lago naquela tarde, tirou a tarde para se esconder por entre as folhas verdes e largas dos arredores. Passei a tarde sentada, jogando pedrinhas na água escura sem saber como alcançar a glória das asas abertas, prontas para a dança ao ocaso. Os fones no ouvido me faziam um ser do tempo real, a imaginar o brilho laranja por sobre as águas do lado onde sempre me escondo. Tudo acima de mim tinha a mesma rotina: o lago, meus sonhos, o céu alaranjado de raios e sombras. Faltava apenas o farfalhar das penas brancas a brincar com o vento solto. Comigo era sempre assim: a rotina do inusitado.

        "Hoje eu quero vê-la me achar - o que tem de novo para largar o mundo, ouvindo aquela música          que não para? Já fiquei tonto demais para rodar na marola dessas águas...Quero sentir de                  perto a cara feia do caçador de verde que não atira nunca, com medo de errar!"

13 comentários:

Dilmar Gomes disse...

Amiga, esta peça musical é muito linda! O teu texto também ficou legal.
Um abraço daqui do sul do Brasil. Tenhas um lindo e maravilhoso 2014.

Malu Silva disse...

Obrigada pelo seu carinho! Que 2014 seja um ano de grandes realizações a todos nós...
Um abraço!!!

Pedrasnuas disse...

Música forte, cisne vaidoso, texto apelativo....ter a sorte de presenciar a abertura do "leque" ...as asas fascinam-me, seja de anjo, de ave, cavalo alado.... sou apreciadora de asas e do que voa! Excelente Ano!

MARILENE disse...

É sempre o inusitado que nos permite pensar.
Desejo-lhe um especial 2014. Bjs.

NãoSouEuéaOutra disse...

«Hoje eu quero vê-la me achar» muito bom!! A dança dos Cisnes, são sempre bonitas.

Aqui desejo um bom 2014.
Um Beijo.

Silvia C. disse...

O novo é fascinante.... e a vaidade não tem que ser 'pecado'!

Feliz 2014!
=^.^=

Vieira Calado disse...

A música que aqui nos traz é uma maravilha, claro!
Quanto aos astros, é bom lembrar que somos feito das estrelas!
Desejo um excelente 2014 para si!
Bjjjjs

Graça Pires disse...

Linda, a música. Inspirador e sensível, o texto.
Beijos.

Eliana Mora [El] disse...

Que dizer de Tchaikovski? Sua criação é imortal, e aqui ganha vida em tuas belas palavras em texto poético.

Um presente visitá-la, uma 'viagem' ao eterno e ao atual pelas tuas letras.

beijos,
El

Lou Vilela disse...

Lindo texto!

Um 2014 de muita paz, saúde e realizações!

Abraços,
Lou

Luma Rosa disse...

Quero essa rotina também!
Boa música e bela paisagem para acompanhar a possível dança do cisne 'arrisco'.
Não sei... mas se continuar a jogar pedrinhas no lago, talvez o espante! (rs*)
Feliz 2014!!
Beijus,

Lisarda disse...

Cara Pedra do Sertao. muito obrigado pela sua visita ao meu blog!

Acho uma sorte de sincronicidade nessa forma de iniciar o ano com a música de Tchaikovski: eu estive escutando o Concierto para piano nestos primeiros días.

Abrazo desde Argentina,
Ignacio

Evanir disse...

O som desse momento parece uma linda magia.
A alma exaltada descansa na suavidade das ondas .
Um beijo feliz final de semana.Evanir.